Montando terrários!

No 6º ano tradicionalmente trabalhamos conteúdos de ecologia e meio-ambiente. Uma das primeiras atividades práticas que fazemos é a construção e a observação de terrários.

O que é um terrário? Um terrário é um modelo de um ecossistema. Modelos são ferramentas importantes de estudo, pois representam de maneira simplificada e precisa o funcionamento de sistemas complexos (como um ecossistema, por exemplo). Este ano montamos terrários no Méier e em Botafogo em garrafas PET (veja fotos de um exemplo abaixo).

Terrário no dia 14/03/2011

Terrário no dia da montagem (18/02/2010)

 

Embora seja pequeno, nosso modelo de ecossistema permite visualizar importantes processos que ocorrem em ecossistemas maiores, como o ciclo da água, o ciclo da matéria, o fluxo de energia, o processo de decomposição etc.

É bem simples de montar. Veja o roteiro que usei com a molecada:

Materiais Necessários:

•             Garrafa PET.
•             Argila Expandida.
•             Terra.
•             Sementes.
•             Durex.
•             Tesoura sem ponta.
•             Água.
•             Fita crepe.
•             Caneta.

Montagem:

1 – Usando a tesoura sem ponta com muito cuidado corte a garrafa PET um pouco acima da metade como indicado pelo professor. Deixe a parte de cima de separada.
2 – Pegue a parte inferior da garrafa e coloque algumas pedrinhas de argila expandida. Isso ajudará a manter a umidade no solo do terrário.
3 – Em seguida, coloque a terra até completar mais ou menos ¼ da altura da garrafa. Não coloque terra demais pois senão as plantinhas não terão espaço para crescer.
4 – Coloque as sementes. Não precisa afundar demais as sementes.
5 – Coloque um pouco de água. A terra precisa ficar úmida, mas não encharcada.
6 – Com cuidado pegue a parte superior da garrafa e encaixe na inferior. Passe o durex em volta do ponto de encaixe, fechando o terrário por completo, sem deixar aberturas.
7- Corte um pedaço de fita crepe e escreva o nome dos componentes do grupo. Cole na garrafa para identificá-la.

Na internet há vários roteiros parecidos, mas com algumas modificações. Alguns dizem para colocar carvão ativado, pois isso impediria o surgimento de fungos. Eu, particularmente, não acho isso interessante, pois o aparecimento dos fungos, apesar de parecer frustrante à primeira vista, é algo muito rico para se explicar a decomposição.

Pela minha (pouca) experiência, acredito que vale a pena manter o terrário o maior tempo possível. Ano passado pudemos observar o nascimento de algumas plantas meses depois da montagem. Veja o exemplo abaixo:

Plantas que cresceram meses depois a partir de sementes que vieram junto com a terra.

Algas (?) que cresceram meses depois da montagem.

É uma experiência fácil, com materiais acessíveis e que os alunos gostam muito! Recomendo!

Para ver as fotos do terrário do ano passado, visite minha página no Flickr.

About these ads
Esse post foi publicado em Biologia e marcado , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Montando terrários!

  1. Isabel Lima disse:

    Oi Pedro, eu também uso o terrário no nono ano ou no Ensino Médio para discutir a lei da conservação das massas ou conceito de ecossistemas aberto/fechado.
    Também dá para fazer um “terrário” de micro-organismos e discutir ciclo biogeoquímicos. Esse terrário é feito quase da mesma forma, só que só precisa da terra, água e giz (para equilibrar o pH).
    Enfim, dá para bolar um monte de discussões com esse tipo de modelo.
    abs

  2. Maneiro esse “terrário” de microorganismos, hein!
    O que eu tenho sentido mais dificuldade é encontrar o equílibrio entre a quantidade de luz e quais sementes usar. Nas duas unidades o espaço que tem disponível é restrito e acabo tendo que escolher entre sol demais ou sol de menos. Pelo que vi com meus alunos feijão e milho dão bastante certo. Mas já tô vendo que a melhor estratégia é recomendar que eles tragam vários tipos de sementes pra que alguma delas consiga vingar, hehehe.

  3. pedro disse:

    Qual eh a relação de um terrário com os ciclos biogeoquímicos ?

  4. maryanne disse:

    na minha escola eu vo fazer outro tipo

  5. oliveira disse:

    boa ideia pedro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s